As dúvidas e angustias de uma mãe de primeira viagem quando descobre que o seu tesouro é especial...

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Os fantoches e a música do Diogo


Já aqui tinha dito que gosto de costura. Não a costura convencional, onde se fazem vestidinhos ou roupinhas... naaa! Eu gosto de fazer bonecadas! E para o meu filhote brincar, já fiz um monte de brincadeiras!
Os preferidos dele (e meus também) são os fantoches de dedo. Para além de estimularem o jogo simbólico, são perfeitos na estimulação da linguagem (como faz o porco? de que cor é o sapo? o que come o coelho?), funcionam lindamente na interacção social e como são feitos de feltro ajudam na parte sensorial (tacto). Já aqui mostrei os transportes, ficam agora os fantoches de dedo!

Comecei pelos animais da quinta:




A seguir passei para os animais da floresta






E finalmente ontem acabei os animais da selva!!!









Cada conjunto está cuidadosamente arrumado dentro de um saco de pano cru, personalizado com o tema dos fantoches correspondentes!

 

E não é que o meu pequeno adora? Até inventou uma musica com os fantoches da quinta... 


video

Digam lá que o meu pequeno não é um doce?
(mãe babada)

9 comentários:

  1. Sim o doce.... gostei muito de o ouvir a fazer os sons dos animais....
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Adorei os teus fantoches, os saquinhos, tudo, mas o teu doce adorei mais ainda :-)

    ResponderEliminar
  3. Adoro os fantoches e ainda mais a voz do teu Diogo :) beijocas

    ResponderEliminar
  4. Isso é que é ter jeito... Estão fantásticos.
    E o Diogo é um amor.

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  5. Boa!
    E os fantoches estão fantásticos, adorava saber fazer uns assim para os meus miúdos! Até havia um Pumba!!! :)

    ResponderEliminar
  6. A-do-rei!!!!! Amei principalmente o Pumba ah ah ah ah que saudades de ouvir a vozinha doce do Diogo... Ele está tão bem, tão palrador com sentido, tão criativo. Parabéns, amiga. Por tudo! Por seres quem és, pelo feitio que tens e por nunca teres baixado os braços. É assim mesmo!!

    ResponderEliminar

Tenho que falar... senão dou em doida!

Todos dizem que está tudo bem mas o meu mundo desaba num segundo... Decidi escrever um blog (porque não?), onde vou desabafando e limpando a alma.

Quantos pais não estarão na mesma situação? Ter um filho diferente e não ter certeza de nada? Receio do futuro? E quanta ansiedade muitas vezes não significa NADA? Ou seja, passar 5 ou 6 anos com o coração nas mãos e depois está tudo bem, era só "uma questão de ritmo"? No meu caso, ainda continuo com a malvada incerteza, mas quem sabe...

E porque não desabafar aqui também? Terapia gratuita...
comentários, agradecem-se!